Três jogadores, três internacionais, três vendas, mais de 100 milhões de euros. O Benfica transformou-se mesmo numa máquina de fazer dinheiro em todos os defesos e, depois das saídas de Ederson (Manchester City, 40 milhões) e de Lindelöf (Manchester United, 35 milhões), Nélson Semedo vai reforçar o Barcelona por um valor que deverá rondar os 30 milhões, mais cinco previstos em caso de obtenção de determinados objetivos.

O Barcelona confirmou esta noite o negócio com os encarnados, explicando que os clubes chegaram a acordo mas que o negócio fica ainda pendente da habitual realização de exames médicos, esta sexta-feira.

“Nascido a 16 de novembro de 1993 em Lisboa, Nélson Semedo é um dos mais brilhantes jovens do Benfica. O lateral direito progrediu de forma rápida até ao nível mais alto, quer no clube quer na equipa de Portugal, que representou na última Taça das Confederações. Foi uma das chaves para a conquista do tetracampeonato e em duas épocas jogou 63 encontros, marcando dois golos na Primeira Liga e mais um na Champions. Com 1,80 metros, Semedo é um lateral ofensivo com atributos físicos soberbos e será o nono português a defender a camisola do Barcelona“, escreveram os blaugrana no site oficial.

Já agora, vamos então recordar quem foram os outros oito? Mendonça, Luís Figo, Vítor Baía, Fernando Couto, Simão Sabrosa, Ricardo Quaresma, Deco e André Gomes, que será companheiro de Nélson Semedo em Camp Nou com Leo Messi, Neymar, Luís Suárez, Iniesta e companhia.

Nota: Edgar Ié também chegou a ser chamado à equipa principal, mas o próprio clube não faz conta, atendendo ao comunicado colocado no site oficial

Curiosamente, esta é a segunda venda que o Benfica faz ao Barcelona, depois da saída do guarda-redes já falecido Enke para os catalães em 2002. Em sentido contrário, chegaram à Luz Okunowo, Simão Sabrosa, Geovanni, Keirrison, Nolito e Grimaldo, lateral esquerdo que ainda integra o plantel de Rui Vitória.

De acordo com o diário catalão Sport, o acordo foi fechado durante esta quinta-feira em Lisboa, depois da nega que o Arsenal deu pelo espanhol Bellerín. Javier Bordas, vogal e membro da Comissão Desportiva do Barcelona, Robert Fernández, secretário técnico da equipa principal catalã, e Raúl Sanllehí, diretor de futebol, foram os três responsáveis blaugrana que fizeram o raide para fecharem negócio.

Em declarações ao também diário catalão Mundo Deportivo, Oriol Rosell, médio formado nos blaugrana e que esteve no Sporting em 2014/15 antes de sair emprestado, “ratificou” a contratação do internacional português. “Como joga, adapta-se perfeitamente ao estilo de futebol da equipa e vai melhorar o seu nível porque, aos 23 anos, tem margem para isso. É muito rápido e sabe atacar, gosta de ir lá acima quando pode. Abro muito o campo e chega à linha de fundo. Nesse sentido, pode comparar-se com Dani Alves, tem um perfil semelhante salvaguardando as distâncias“, comentou.

Do Nelsinho médio ofensivo ao Nélson Semedo lateral

Contratado ao Sintrense em janeiro de 2012, o agora lateral do Barcelona assinou pelo Benfica quando ainda era conhecido como Nelsinho… e jogava no meio-campo, como médio ofensivo ou a cair na ala direita. Em 2012/13, rodou no Fátima (onde foi orientado por Luís Loureiro, o antigo médio com passagens por Sp. Braga, Dínamo Moscovo e Sporting) e regressou depois aos encarnados, atuando duas temporadas na equipa B.

Com Nélson Semedo veio também o avançado Manuel Liz para as águias, mas o trajeto foi diametralmente oposto: após um ano também a rodar no Fátima, jogou duas épocas no Atlético e regressou ao Sintrense.

Em 2015/16, o azar bateu-lhe à porta: ao serviço da Seleção, lesionou-se no joelho num encontro contra a Sérvia e teve mesmo de ser operado, acabando por realizar apenas 18 encontros oficiais pela equipa principal (mais quatro na equipa B); na última temporada, afirmou-se por completo no lugar que tinha sido durante oito anos de Maxi Pereira e fez 47 partidas oficiais, tendo ainda representado Portugal na Taça das Confederações.

Nélson Semedo, o antigo Nelsinho, venceu um total de cinco troféus pelo Benfica, o seu clube desde miúdo: dois Campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Taça da Liga e uma Supertaça. Na semana passada, o lateral recebeu o troféu de Jogador Revelação da Primeira Liga em 2015/16.