Moçambique

Economia de Moçambique cresceu 2,9% no primeiro trimestre

Moçambique cresceu 2,9% no primeiro trimestre relativamente ao mesmo trimestre do ano passado. O crescimento revela uma expansão de 1,8% mas os números ficam abaixo das previsões apontadas.

No ano passado, Moçambique registou o mais baixo crescimento dos últimos 15 anos

Manuel Almeida/LUSA

A economia de Moçambique cresceu 2,9% no primeiro trimestre face ao período homólogo e registou uma expansão de 1,8% face ao último trimestre do ano passado, de acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas moçambicano. O crescimento dos primeiros três meses deste ano fica abaixo das previsões das instituições internacionais, que apontam para um crescimento anual superior a 4%.

A Capital Economics prevê que Moçambique cresça 4,5% este ano, crescendo 5% em 2018 e 5,5% em 2019, depois de no ano passado o país ter registado o mais baixo crescimento dos últimos 15 anos, com uma expansão da riqueza na ordem dos 3,3%. O Fundo Monetário Internacional, por seu turno, antevê uma expansão da riqueza moçambicana de 4,5% este ano, acelerando depois para 5,5%.

Em maio, o Presidente da República, disse esperar que a economia cresça 5,5% já este ano, bem acima das previsões de Helena Afonso, analista de assuntos económicos com o pelouro de África nas Nações Unidas, que disse em maio à Lusa que a previsão de crescimento da economia de Moçambique foi revista em baixa de 5,5% para cerca de 4%.

“O problema da liquidez é um dos principais riscos para a economia moçambicana, que tem impactos sobre o nível de endividamento estrangeiro e sobre o Orçamento”, acrescentou a analista, salientando que “a instabilidade macroeconómica também não ajudará o desempenho da economia”.

Já em fevereiro, a Economist Intelligence Unit (EIU) tinha previsto que a economia de Moçambique cresça 4,2% em 2017, depois de no ano passado ter registado o valor mais baixo dos últimos quinze anos (3,3%).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
Governo

Um propósito nacional /premium

Sebastião Bugalho

A distância do governo a qualquer reforma não parece afugentar votos; antes pelo contrário. Apesar de ter a maior das simpatias pela natural aversão do Homem à mudança, temo que isso seja um problema.

Governo

Um propósito nacional /premium

Sebastião Bugalho

A distância do governo a qualquer reforma não parece afugentar votos; antes pelo contrário. Apesar de ter a maior das simpatias pela natural aversão do Homem à mudança, temo que isso seja um problema.

Joana Marques Vidal

Eles atreveram-se /premium

Rui Ramos
172

O governo pôde sanear a Procuradora-Geral da República porque a oligarquia política está finalmente em sintonia e porque, acima de tudo, aprendeu a desprezar os portugueses.  

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)