Os protestos durante a cimeira do G20 em Hamburgo e os confrontos que se registaram durante os três dias da reunião podem custar às seguradoras cerca de 12 milhões de euros, segundo a associação germânica do setor.

Cimeira do G20. Polícia responde a protestos com canhões de água

De acordo com a Associação das Seguradoras da Alemanha, um terço desse valor total apurado representa os estragos feitos em carros.

Hamburgo, que foi a anfitriã da cimeira que juntou as 20 economias mais desenvolvidas do mundo e em desenvolvimento, registou vários confrontos e detenções entre 7 e 8 de julho.

https://observador.pt/videos/atualidade/g20-as-imagens-dos-protestos-em-hamburgo/

A chanceler alemã, Angela Merkel, prometeu imediatamente depois da cimeira que iria trabalhar com as autoridades locais para ajudar as pessoas afetadas pelos motins, tendo sido criado um fundo para acudir às situações mais urgentes.