A gigante Primark retirou milhares de chinelos masculinos — os também chamados flip-flops — do mercado, no Reino Unido. Em causa está a possibilidade de estes conterem níveis elevados de um químico cancerígeno na sua composição. A empresa irlandesa, que vende roupa, acessórios e objetos de decoração para o lar a preços acessíveis, fez saber, citada pela BBC, que os chinelos “não correspondem aos altos padrões da Primark”.

Os produtos em questão dizem respeito aos flip-flops masculinos em tons de azul, preto e caqui, que estiveram à venda no Reino Unido entre 4 de janeiro e 2 de junho deste ano. Todos os clientes terão direito a um reembolso, sem que seja preciso qualquer comprativo de compra. O produto não aparece no site da marca em Portugal.

“Encontrámos níveis de uma substância restrita, no produto, em excesso face ao 1mg/kg que é requerido”, disse a empresa no seu site, ainda de acordo com a BBC. O químico encontrado dá-se pelo nome chrysene e é utilizado em tintas escuras. Entretanto, a Primark suspendeu novas encomendas à empresa responsável pela produção dos chinelos enquanto a investigação não ficar concluída.