Nos últimos quatro meses pediram para reentrar no Serviço Nacional de Saúde (SNS) 145 médicos, clínicos que já não estavam no serviço público mas querem regressar, anunciou esta terça-feira o ministro da Saúde.

Adalberto Campos Fernandes disse aos deputados da comissão parlamentar da Saúde que “145 médicos que estavam fora do SNS se propuseram a fazer um contrato sem termo e a integrar hospitais do SNS”.

“Temos ainda o maior número de médicos aposentados a trabalhar no SNS”, afirmou, indicando que nesta situação estavam mais de 300 clínicos até ao final do ano passado.”

Campos Fernandes insistiu ainda que há mais médicos no SNS nos últimos dois anos do que alguma vez houve, uma ideia que tem sublinhado várias vezes, nomeadamente no parlamento.

Nesta audição parlamentar, os deputados têm insistido sobretudo no problema dos jovens médicos que não conseguem aceder à formação da especialidade, dada a limitação das vagas.