Bruno de Carvalho foi esta terça-feira absolvido pelo Conselho Disciplina da FPF das participações feitas pelo Benfica sobre as declarações feitas aquando da sua vitória eleitoral, avança o jornal Record. Na noite em que foi reeleito como líder leonino, Bruno de Carvalho dissebardamerda para todos aquele não são do Sporting Clube de Portugal”. O Conselho considerou que essas afirmações não são ofensivas.

https://www.youtube.com/watch?v=-ClJ1w0OybQ

A primeira queixa apresentada pelo clube da Luz dizia respeito a essa mesma frase. Mas, durante uma entrevista ao Record, Bruno de Carvalho disse que “devia ter percebido que havia muita coisa controlada pelo Benfica e não pelo FC Porto”, o que sustentou uma segunda queixa pelo clube encarnado.

Sobre as duas queixas, o Conselho de Disciplina decidiu que as declarações a que se referem “não têm potencialidade para serem consideradas ofensivas da honra e da reputação de quem quer que seja no âmbito da estrutura federativa da arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol”.

“Nada permite concluir, como facto provado, porque não é o que foi dito e está escrito, nem daí se pode retirar com objetividade que o arguido [Bruno de Carvalho] tenha dito que a ‘SL Benfica SAD exerce influência ilícita e ilegítima sobre as instâncias desportivas'”, comunicou o Conselho de Disciplina.