G20

Lesados dos distúrbios em Hamburgo durante o G20 vão ser indemnizados

O governo alemão e a cidade de Hamburgo vão atribuir 40 milhões de euros de indemnizações pelos danos resultantes dos distúrbios registados durante a reunião do G20.

A chanceler alemã, Angela Merkel, comprometeu-se a indemnizar os cidadãos afetados pelos distúrbios

FOCKE STRANGMANN/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O governo alemão e a cidade de Hamburgo vão atribuir 40 milhões de euros de indemnizações pelos danos resultantes dos distúrbios registados durante a reunião do G20, nos dias 7 e 8 de julho. As indemnizações vão ser divididas entre o governo federal e o estado de Hamburgo, onde se realizou a conferência, refere, esta quinta-feira, o jornal Stuttgarter Zeitung que cita fontes do Ministério das Finanças.

Os pagamentos são destinados aos cidadãos lesados diretamente pelos distúrbios em que arderam viaturas e estabelecimentos comerciais foram saqueados em vários pontos de Hamburgo.

Os confrontos envolveram grupos de jovens conectados com “organizações antissistema” nas zonas de St Pauli e Schanzenviertel, no centro da cidade de Hamburgo.

De acordo com dados oficiais, 467 agentes ficaram feridos e registaram-se 186 detenções sendo que 27 das quais resultaram em ordem de prisão.

No final da conferência, a chanceler alemã, Angela Merkel, comprometeu-se a indemnizar os cidadãos afetados pelos distúrbios.

O governador da cidade-estado de Hamburgo, o social democrata Olaf Scholz, fortemente criticado pela falta de coordenação das forças de segurança, dirigiu um pedido de desculpas aos habitantes da cidade.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
União Europeia

Mercados abertos num mundo em convulsão

Cecilia Malmström

Se alguma coisa aprendemos com a última década é que o comércio livre já não é um dado adquirido, pelo que temos de desenvolver mais esforços para manter os mercados abertos para as nossas empresas.

Crónica

Amorfo da mãe /premium

José Diogo Quintela

O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)