Dark Mode 196kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

MOTELX. Este ano o festival que celebra o terror vem com uma "app"

Este artigo tem mais de 3 anos

Workshops, masterclasses, concursos e, claro, filmes. O MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror regressa a Lisboa em setembro. Esta ano há uma novidade: uma aplicação para iOS e Android.

i

MOTELX

MOTELX

Entre os dias 5 e 10 de setembro, Lisboa vai receber a 11ª edição do MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa. O festival vai decorrer em três espaços: Cinema São Jorge, Teatro Tivoli BBVA e Cinemateca Júnior, no Palácio Foz.

Os principais destaques do programa foram apresentados esta terça-feira. A programação vai estar disponível numa app criada pelo festival em parceria com a Virtual Fest, que se dedica a criar aplicações para divulgação de eventos, e a Muxima Design, uma agência de design e comunicação. A app, disponível gratuitamente para iOS e Android vai ter também conteúdos exclusivos.

The Limehouse Golem de Juan Carlos Medina, Kuso de Flying Lotus, The Bar, do espanhol Álex de la Iglesia, e 68 Kill de Trent Haaga, protagonizado pelo actor de Mentes Criminosas Matthew Gray Gubler são os destaques de filmes na programação. Há ainda duas co-produções entre Portugal e Espanha que irão passar no festival: Crime de Amor (1972) e O Espírita (1974).

Nesta edição vai estar presente o psico-mago chileno Alejandro Jodorowskye, que no campo do surrealismo cinematográfico atraiu a atenção de figuras como Salvador Dalí, John Lennon, Pink Floyd ou Orson Welles. Roger Corman, cineasta e produtor independente, vencedor de um Óscar Honorário, também vai marcar presença.

Durante os dias de festival, decorrem também eventos paralelos: workshops de caracterização, exposições, a apresentação do livro “Os Melhores Contos de Edgar Allan Poe” e uma maratona de escrita fora de horas.

Com o festival estão de volta os Prémio MOTELX para melhor curta de terror português, que atribui o maior prémio atribuído a curtas-metragens em Portugal: 5.000€, e para a melhor longa de terror europeia. Está também de regresso a competição Yorn microCURTAS que premeia curtas-metragens com um máximo de dois minutos de duração que sejam filmadas integralmente com smartphone ou tablet.

Nem os mais novos ficam de fora. Para além de um peddy paper no Cinema São Jorge, um workshop de programação informática pela Academia de Código Júnior e sessões de curtas-metragens para toda a família na Cinemateca Júnior e no Museu Coleção Berardo, o MOTELX vai apresentar o filme de animação “O Livro da Vida”, exibido em sala pela primeira vez em Portugal.

Mas as atividades começam antes do dia que marca o início do festival. Entre 31 de agosto e 2 de setembro o Largo de São Carlos e a Rua da Moeda, no Cais do Sodré, vão ser palco de festas, concertos e sessões de cinema ao ar livre.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.