Autoridades estaduais da Califórnia, EUA, acrescentaram esta quinta-feira 154 milhões de dólares (132 milhões de euros) às multas e custos sofridos pela Volkswagen no seguimento do escândalo da manipulação das emissões das viaturas.

A decisão da Comissão dos Recursos do Ar da Califórnia, acordada com a VW, eleva para 1,3 mil milhões de dólares os encargos suportados na Califórnia pelo fabricante automóvel alemão neste caso. O Volkswagen Group of America admitiu ter manipulado as emissões de 11 milhões de veículos com software usado para falsificar os testes às emissões dos veículos.

Autoridades do ambiente especificaram que alguns dos veículos da VW emitiram óxido nitroso até 40 vezes mais do que permitido quando circulavam. Esta penalização adicional de 154 milhões de dólares espera agora pela autorização judicial.

Uma porta-voz da VW, Jeannine Ginivan, classificou a notícia como um passo importante para o fabricante automóvel e os seus acionistas. Os 1,3 mil milhões de dólares incluem multas e outros pagamentos para ajudar a Califórnia a desenvolver a sua rede de apoio às viaturas elétricas.