A Polícia Marítima, que está desde 01 de junho em Itália, numa missão da agência europeia Frontex, percorreu mais de 1.530 milhas no controlo de fronteiras e combate ao crime transfronteiriço, indicou este sábado aquela instituição.

Num comunicado de balanço da missão, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) adianta que a equipa do Grupo de Ações Táticas da Polícia Marítima realizou, no mar Adriático, 35 missões de patrulha, em mais de 200 horas de navegação, e percorreu mais de 1530 milhas náuticas.

No âmbito desta missão em Itália, sob a coordenação da agência europeia de controlo de fronteiras Frontex, destacam-se as ações de fiscalização a várias embarcações, sobretudo veleiros e embarcações de pesca, no âmbito do controlo de fronteiras e combate ao crime transfronteiriço.

A equipa portuguesa destacada no porto italiano de Brindisi é composta por sete agentes do Grupo de Ações Táticas da Polícia Marítima, contando ainda com um elemento destacado no Centro de Coordenação Internacional em Roma, com funções de oficial de ligação na agência Frontex.

A missão começou a 01 de junho e termina a 10 de agosto.