Somos mulheres desenrascadas. Mulheres independentes, autónomas e emancipadas. Pelo menos até termos que ir à farmácia pedir qualquer coisa para os gases ou procurar um produto vaginal. Aí já entramos de mansinho, falamos baixo e tentamos que o cliente atrás na fila não perceba do que é que estamos à procura. A verdade é que ainda há muitos produtos de beleza íntimos, femininos e sexuais que pouco ou nada são falados porque não há um grande à vontade para os divulgar.

Um bom exemplo disso é o tema da ansiedade. Portugal é dos países da Europa com maior percentagem de população com doenças do foro da ansiedade (afeta 16,5% das pessoas) e é nos mais jovens (18-34 anos) que há maior incidência. E até muitas celebridades, como Sara Sampaio, já admitiram sofrer com esta doença. Mas a verdade é que ainda continua a ser tabu falar-se de medicamentos ou produtos que ajudem a lidar com isto. Tão tabu que o Rescue Remedy (um medicamento natural que se vende em lojas como o Celeiro) criou vários produtos práticos para combater a ansiedade que podem ser tomados no dia a dia de forma discreta, como pastilhas para chupar ou um spray que se borrifa na língua.

Quando falamos de produtos íntimos, o constrangimento ganha proporções muito maiores. Produtos para a vagina, hemorroidas, gases, prisão de ventre, disfunções sexuais e até para refirmar os seios continuam a criar alguma vergonha. Na melhor das hipóteses, vale sempre a pena saber os nomes de alguns produtos úteis que se vendem nas farmácias, parafarmácias e lojas naturais (sem necessidade de prescrição médica) para, quando lá chegar, não ter que explicar alto e bom som o que procura. Se disser que quer uma embalagem de Hyalufil, por exemplo, o profissional vai saber o que pretende e o cliente de trás não se vai aperceber que está, na verdade, com hemorroidas.

Na fotogaleria reunimos 12 produtos úteis para, na eventualidade de vir a precisar deles, os poder pedir de forma discreta e rápida.