Quatro pessoas foram encontradas vivas no camião de carga estacionado num parque de um supermercado de San Antonio, no Texas, a poucas horas da fronteira norte-americana com o México, e no qual morreram pelo menos dez migrantes.

O diretor do Departamento dos Assuntos Migratórios do Estado mexicano de Aguascalientes, José Francisco Ortiz, disse que os quatro migrantes foram hospitalizados, mas não correm perigo de vida.

A fonte adiantou que o Governo local está a procurar obter vistos humanitários para os familiares das vítimas poderem visitá-los aos Estados Unidos.

O camião de carga, sem ar condicionado, estava estacionado e exposto a temperaturas elevadas num parque de estacionamento de um supermercado de San Antonio, e no seu interior foram encontrados no domingo 39 migrantes, vários de nacionalidade mexicana.

A viatura tinha saído do município mexicano de Calvillo, no Estado de Aguascalientes.

As terras de Calvillo são conhecidas pela produção de fruta tropical, mas, uma vez que a produção é sazonal, alguns camponeses migram para os Estados Unidos em busca de trabalho agrícola.

O presumível condutor do camião foi acusado de tráfico de seres humanos e da morte de dez pessoas.