O principal torneio de póquer do mundo, o World Series of Poker, teve este ano dois finalistas estreantes. Acabou ganho por um jovem contabilista de 25 anos: Scott Blumstein, de Nova Jérsia, bateu Daniel Ott, da Pensilvânia, e levou para casa 8,1 milhões de dólares (cerca de 7 milhões de euros).

Os dois finalistas e mais sete outros jogadores conseguiram chegar à mesa principal, depois de deixar para trás mais de 7.200 participantes na final de Las Vegas. Scott e Daniel nunca tinham participado no torneio, mas jogam regularmente póquer.

Estou muito feliz com a forma como joguei esta noite. Estou feliz por ser o vencedor”, disse Scott Blumstein, citado pelo The Guardian.

Mas Daniel Ott também não se queixou: ganhou 4,7 milhões de dólares (cerca de 4 milhões de euros) e afirmou estar satisfeito, apesar de não ter ganhado. “As cartas não vieram na minha direção, mas consegui o segundo lugar. Não me posso queixar em relação a isso”, contou Ott ao site PokerNews.com depois do evento.

Dezenas de apoiantes aplaudiram e animavam as jogadas dos dois ‘novatos’. Depois da vitória no principal evento das World Series of Poker 2017, Scott Blumstein desdobrou-se em entrevistas.

Licenciado em contabilidade, o vencedor de 2017 levou para casa, para além do dinheiro, uma pulseira feita de ouro branco e dourado, com diamantes e rubis. Blumstein diz que não é o dinheiro que o motiva jogar, mas que estes prémios vão permitir usufruir “do que quer que seja” que queira fazer: seja jogar póquer profissional, investir em negócios ou voltar à faculdade.

Depois da última jogada e de se ajoelhar de felicidade junto aos seus apoiantes, o campeão afirmou que a “melhor maneira de melhorar em qualquer coisa é através da repetição e da prática”.