Vários incêndios no sul de França levaram à retirada de pelo menos 10 mil pessoas das suas casas, durante a noite, e o Governo francês pediu ajuda aos parceiros europeus para que mais bombeiros e meios aéreos venham ajudar a combater o fogo — além dos milhares de bombeiros franceses e dezenas de aviões que já estão no terreno desde segunda-feira. Cerca de quatro mil hectares, ao longo da costa do Mediterrâneo, já terão ardido.

Os incêndios, vários dos quais ainda não foram controlados, estão concentrados na região de Provence-Alpes-Côte d’Azur e na Córsega. Segundo a imprensa francesa, desde que o incêndio começou, na noite de segunda-feira, pelo menos sete bombeiros e 15 agentes da autoridades foram hospitalizados devido a inalação de fumos.

Ao pedido francês de mais meios aéreos, o Estado italiano já terá respondido com o envio de dois aviões de combate aos fogos.

A atriz britânica Joan Collins está entre as pessoas que foram retiradas do local — numa estância turística perto de Saint Tropez, onde o fogo já foi controlado — e, nas redes sociais, diz que o incêndio começou com um churrasco.

“Esta é uma zona de desastre. Não resta nada”, afirmou René Carandante, vice-presidente da câmara de La Croix-Valmer, perto de Saint Tropez.

Grupos ecologistas que lutam pela preservação da fauna e flora local acreditam que deverá haver muitas tartarugas de Hermann que terão morrido nestes incêndios.