Pelo menos 48 pessoas morreram na Índia na última semana devido às inundações e deslizamentos de terras que afetam o oeste do país, elevando para 83 o número de mortes nesta época das monções, anunciaram esta quarta-feira as autoridades locais.

Em Rajasthan, um popular destino turístico, as ruas de pelo menos quatro distritos foram transformadas em autênticos rios, encurralando dezenas de milhares de pessoas nos pisos mais altos das casas e obrigando os serviços de salvamento a trabalho redobrado para resgatar as pessoas apanhadas na corrente.

Até hoje, 19 pessoas tinham morrido neste estado. No estado vizinho de Gujarat, pelo menos 29 pessoas morreram devido às chuvas torrenciais.

O número de mortes nos últimos dias eleva para 83 o total de vítimas mortais desde o início da época das monções, que vai de junho a setembro.

Pelo menos 60 pessoas morreram no estado de Assam, no nordeste do país, desde o início da época das monções, e outras 14 pessoas morreram no estado de Arunachal Pradesh no mês passado, quando um deslizamento de terras destruiu uma aldeia.

A maioria das mortes deveu-se a afogamentos, eletrocussão e desmoronamento de casas.

As previsões meteorológicas apontam para a continuação de fortes chuvas no resto da semana.