Assim como nas marcas mais generalistas, também no caso dos fabricantes mais exclusivos de superdesportivos, a questão das garantias, revisões e manutenção é, quase sempre, um dos aspectos que qualquer potencial cliente analisa, antes de avançar para a compra do carro. Sendo que, no caso da Ferrari, o fabricante italiano prepara-se para fazer frente a essa espécie de obstáculo psicológico com uma medida verdadeiramente inovadora: uma extensão de garantia de 15 anos!

Denominada New Power 15, esta extensão de garantia cobre, segundo revela o próprio fabricante, a maior parte dos componentes mecânicos durante um período máximo de 15 anos. Incluindo, o motor, a caixa de velocidades, a suspensão, a unidade de transferência de potência e a direcção.

Por outro lado, e não menos importante, a garantia não expira, caso o proprietário decida vender o desportivo, mantendo-se em vigor após a consumação da transferência de propriedade. Podendo igualmente, e caso o veículo não a possua já, ser celebrada pelo novo dono, desde que o carro seja aprovado em “algumas verificações técnicas” a realizar pelo fabricante.

Este novo produto, que está assim disponível tanto para os Ferrari novos como usados é, no fundo, uma solução adicional à já existente garantia total de sete anos para automóveis novos que o fabricante tem em vigor, assim como ao programa de manutenção grátis para os primeiros sete anos. Sendo que, ao decidirem subscrever a nova extensão de garantia New Power, os clientes tanto podem ir prolongando a protecção ano a ano, como adquirir os 15 anos seguintes de uma só vez.

Tendo presente que a ida à oficina de qualquer modelo Ferrari pode custar tanto quanto se paga, por exemplo, por um citadino em segunda mão (ou até mesmo novo), a verdade é que um produto deste tipo, ainda que certamente disponibilizado por um preço apreciável (a marca não o divulga), só pode ser considerado uma excelente notícia e até uma das melhores propostas do género no mercado. Mesmo se a grande maioria dos proprietários de um modelo da marca de Maranello raramente utiliza o seu carro até à exaustão, preferindo, sim, resguardá-lo para apenas alguns momentos de prazer.