Pouco resta do seu passado, de quando este hotel de luxo na costa mexicana era uma mansão de férias do patrón: o barão da droga colombiano Pablo Escobar.

Pablo Escobar foi o maior barão da droga do séc. XX. O seu cartel, sediado em Medellín, na Colômbia, controlava no seu auge 80% do mercado de cocaína dos Estados Unidos, com uma receita de cerca de 20 mil milhões de euros anuais (ajustado à inflação de 2017). Era muitas vezes referido como “o rei da cocaíne” e foi o criminoso mais rico da história.

Foi investigado e perseguido durante anos pelas forças colombianas e norte-americanas, apesar de se ter infiltrado na política onde construiu uma imagem positiva junto do povo. Foi abatido a tiro em 1993 pela polícia colombiana, um dia depois do seu aniversário, em Medellín.

Deixou dois filhos: Manuela e Juan Pablo (agora Sebastián Marroquín).

A Casa Malca, um resort perto de Tulum, foi comprada em 2012, após anos de abandono, pelo colecionador de arte nova-iorquino Lio Malca, que a renovou e a tornou num hotel com uma mistura interessante entre arte moderna e um design rústico.

O colecionador encheu a casa de peças valiosas da sua coleção, inclusive trabalhos de KAWS, Keith Haring e Marion Peck.

Percorra a fotogaleria em cima para ver o interior da casa.