A 6ª geração do Polo, segundo o fabricante germânico, vai oferecer uma elevada qualidade de materiais para o segmento dos utilitários em que o modelo está inserido, bem como um invejável conjunto de equipamento de série, desde os que visam a segurança aos que se destinam a ajudar o condutor, passando pelos sistemas de conectividade e de entretenimento, que tornam o modelo muito caro de produzir. Se isto não é um problema para o mercado no Velho Continente, que prefere pagar mais para ter um carro melhor, ainda que de pequenas dimensões, já o mesmo não acontece com o mercado do outro lado do Atlântico.

Os consumidores americanos, pelo menos a maioria, regem-se pelo value for money, o que os leva a não aceitar os valores que os europeus pagam pelos seus automóveis, ainda que, em abono da verdade, uma fatia da diferença se fique a dever aos impostos mais “puxados” a que os nossos veículos estão sujeitos. Assim sendo, não foi uma surpresa que o responsável pelas vendas globais da Volkswagen, Jürgen Stackmann, tenha admitido que o seu novo supermini será um fruto proibido para os condutores americanos, que tradicionalmente compram versões muito simples, sem equipamento e baratas, de veículos deste segmento.

8 fotos

Se o novo Polo, que logo no arranque vai propor uma versão mais desportiva (o GTi de 200 cv), não vai rumar aos EUA, isto não quer dizer que a marca alemã vire as costas ao mercado americano. Antes pelo contrário. Sobre a mesma plataforma, a MQB que serve do Polo ao Passat, o construtor germânico vai apresentar em breve dois SUV, o T-Roc (do tamanho do Golf, a ser produzido em Portugal pela Autoeuropa) e o T-Cross (mais pequeno), ambos com potencial para serem exportados para o outro lado do Atlântico, onde esta classe de veículos tem mais popularidade do que na Europa.

Até lá, o Volkswagen Golf continuará a ser o modelo mais acessível da marca, sendo que mais de 50% das suas vendas dizem respeito à versão GTI, com 230 ou 245 cv, mas que nos EUA custa apenas 25.600 dólares, ou seja, menos de 22 mil euros. Ligeiramente menos do que o mesmo modelo em Portugal, mas equipado com o motor 1.0 TSI de 110 cv.