A comissão de trabalhadores da Autoeuropa apresentou o seu pedido de demissão esta terça-feira depois de quase 75% dos trabalhadores terem rejeitado o acordo que haviam conseguido com a administração da empresa sobre os horários de trabalho.

Depois de um acordo conseguido na passada semana, a comissão de trabalhadores levou o acordo sobre os novos horários de trabalho a votos entre os trabalhadores mas, e com a maioria a expressar a sua opinião, o acordo foi rejeitado pela grande maioria dos trabalhadores.

Em consequência, e continuando a defender este acordo, a comissão de trabalhadores decidiu apresentar esta terça-feira a sua demissão.

“A comissão de trabalhadores é um órgão democrático, reconhece que a maioria dos trabalhadores pretende outro caminho, deixamos assim aberto espaço para que outros demonstrem as suas capacidades negociais”, diz a comissão em comunicado.

Sem acordo, os trabalhadores mantêm a greve que prevista para o dia 30 de agosto.