Um homem de 60 anos disparou vários tiros contra o consulado chinês, em Los Angeles, na manhã de terça-feira. Apesar de não ter provocado mais do que danos materiais, o homem suicidou-se depois de abrir fogo, de acordo com as autoridades, cita a Reuters.

O tiroteio aconteceu por volta das 6h da manhã, segundo Michael Lopez, do Departamento de Polícia de Los Angeles, e provocou vários danos na fachada do edifício. Acabou por se suicidar no próprio carro, na cena do tiroteio. A identidade do sexagenário não foi revelada pelas autoridades.

O consulado chinês disse que estava extremamente preocupado com o incidente e pediu aos EUA que tomassem todas as medidas necessárias para proteger a segurança do prédio e os diplomatas que lá trabalham.