A Procuradoria-Geral da Venezuela anunciou que solicitou a anulação da instalação da Assembleia Constituinte, prevista para sexta-feira, cuja legitimidade é contestada.

O Ministério Público detalhou na sua conta na rede social Twitter que o seu pedido, apresentado pelos dois procuradores encarregados da investigação, “baseia-se na existência presumida de delitos durante o processo eleitoral”, realizado no domingo.