Escapadinhas

XN Concierge. Elas vão revelar todos os segredos de Lisboa

632

Dizer que é um serviço para turistas é pouco. A XN Concierge nasceu este verão para abrir as portas a dezenas de locais secretos em Lisboa. Os estrangeiros adoram. Os portugueses ficam de boca aberta.

Xana Nunes e Rosa Mello do Rego, as mentoras da XN Concierge, no jardim do Colégio Manuel Bernardes, no Lumiar, um dos segredos mais bem guardados de Lisboa.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Entrar no atelier de um artista plástico e ser recebido pelo próprio, jantar no topo de um prédio abandonado ou simplesmente receber um cesto com iguarias do Ramiro, um dos melhores sítios para comer marisco em Portugal, em casa — tal como os desejos de quem procura um programa alternativo em Lisboa, a imaginação de Xana Nunes e Rosa Mello do Rego não tem limites. No último mês, lançaram a XN Concierge, um menu de experiências que fogem à norma, mas onde os dias programados à medida (e à vontade do freguês) são o que mais salta à vista. Para as duas mentoras, o conceito de luxo é relativo. Preferem apontar a mira a momentos únicos e deixar que sejam os clientes a definir quanto querem gastar.

“Quem é que não quer ir ver a casa onde nasceu a Amália e saber que há lá uma vizinha que, todos os dias, põe o rádio a tocar à janela?”, pergunta Xana Nunes, a título de exemplo. Conhecer a cidade e os seus recantos foi uma espécie de trabalho de casa. Xana e, mais recentemente, Rosa fizeram-no de maneira brilhante ao organizarem o Lisbon Week, que teve a primeira edição em 2012. Hoje, sabem alguns dos segredos mais bem guardados da cidade. “De repente, ficámos com tantas chaves e soubemos tantos segredos que toda a gente fica ‘uau’. São experiências imersivas e, numa era em que uma imagem diz tudo em quatro segundos, as pessoas pagam para terem esse momento em que podem demorar”, conclui.

Jantar organizado por Rosa Mello do Rego nem armazém, em Londres. ©Divulgação

A verdade é que o projeto não teria sido possível sem este know how. A começar por Xana, há 20 anos a organizar eventos e a comunicar marcas de luxo em Portugal. “Já andamos a fazer concierge para as equipas das marcas de luxo há anos, sem querer e de borla. Agora, é oficial”, conta. Hermès e Cartier já lhe passaram pelas mãos e é esse requinte que quer aplicar agora ao turismo, sobretudo com um público cada vez mais exigente a aterrar em Portugal.

Franceses, espanhóis, italianos e portugueses são os públicos que mais têm procurado este tipo de experiências, se bem que já se começam a adivinhar dois grandes fluxos transatlânticos: do Brasil e da América da Norte. Estes últimos, vêm sobretudo pela comida.

Rosa traz a mesma bagagem, mas vem de num cenário diferente. Viveu em Londres durante 19 anos, onde ganhou traquejo na organização de eventos, no mínimo, originais. Trabalhou sobretudo com galerias de arte contemporânea, celebrou exposições, deu as boas-vindas a artistas e vasculhou a cidade de uma ponta a outra em busca dos lugares improváveis. Há um ano e meio regressou, com um trabalho certo, mas deu por ela a desbravar uma cidade praticamente desconhecida. “A Xana convidou-me e eu não questionei. Isto tem muito mais a ver com as minhas paixões, que são, tanto em Londres como em Lisboa, uma cidade onde eu nunca tinha vivido porque sou de Cascais, descobrir segredos e juntar peças para criar experiências”, afirma Rosa.

Lisboa não é só Chiado e pastéis de nata

A capital é o primeiro palco da XN Concierge. Em dois anos, a empresa quer poder trabalhar em todo o país, com o Porto e Algarve como focos principais. Para já, uma palavra de ordem: descentralizar. “Isto vem muito do Lisbon Week, o objetivo de descentralizar as atenções. Lisboa é uma cidade madura, que não é só o Chiado e os pastéis de nata. Há muito mais para descobrir”, conta Xana. Zonas como Marvila e Lumiar estão debaixo de olho. A falar da primeira, ambas recordam o grupo de portugueses a quem propuseram um roteiro de arte urbana. O desconhecimento era total e alguns chegaram mesmo a questionar a segurança do bairro. Surpreendidos, acabaram a recomendar a experiência a um outro grupo de amigos.

Um almoço secreto num atelier partilhado por vários artistas na zona do Beato. ©Divulgação

O Colégio Manuel Bernardes, outro caso. As redondezas merecem, só por si, uma visita. É a parte mais antiga do Lumiar, onde ainda existe uma Rua Direita e uma Rua Esquerda e onde as casas mais parecem pertencer a uma vila perdida no interior do país. Dentro do colégio, não é qualquer um que entra, muito menos que consegue chegar até ao jardim. Lá, os painéis de azulejos da primeira metade do século XVIII contam a história de Portugal. Xana e Rosa sabem-no, até porque já lá entraram com um entendido.

A lista de especialistas é longa. Há historiadores, olissipógrafos, stylists, maquilhadores, chefs, enólogos, galeristas, botânicos, ases das bicicletas, instrutores de fitness, entre muitos outros. Todos estão a postos para um programa que pode ir de uma simples visita guiada, entre os 100€ e os 200€, a dois dias passados no campo, pacote que fica disponível em Setembro, mesmo a tempo da vindima. E isto, só nas seis experiências pré-definidas para o arranque da XN Concierge. Os programas feitos à medida são outro campeonato. Aí, a curiosidade de Xana e Rosa é posta à prova e o céu é o limite, no orçamento e não só.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt
Descobrimentos

Uma lança em África /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Neste tempo, em que muitos se orgulham do que os deveria envergonhar, também há quem se envergonhe das glórias da história de Portugal.

Política

Precisamos da Esquerda

António Pedro Barreiro

Na guerra cultural em curso, a nova Esquerda esqueceu o povo e assumiu a defesa da excentricidade das elites. Eu, que não sou de Esquerda, acho que uma outra Esquerda faz falta ao sistema político.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)