Aviação

Diploma que impõe restrições a drones vai entrar em consulta pública

Executivo anunciou esta terça-feira que diploma que impõe restrições aos drones vai entrar em fase de consulta pública até ao final da semana. Decreto-lei foi aprovado no final de julho.

PATRICK SEEGER/EPA

O Governo anunciou esta terça-feira que o decreto-lei que estabelece um registo obrigatório para drones e vários medidas que disciplinam a utilização destes aparelhos vai ser colocado em consulta pública até ao final da semana. O executivo faz este anúncio num dia em que dois voos foram obrigados a abortar a aterragem no aeroporto de Lisboa, tendo um deles sido forçado a aterrar no Porto.

O Governo aprovou em Conselho de Ministros, no final de julho, este diploma que estabelece “um sistema
de registo obrigatório das aeronaves pilotadas remotamente (vulgarmente designadas drones) e institui a obrigatoriedade de contratação de seguros de responsabilidade civil que cubram eventuais danos provocados a terceiros por estes aparelhos“.

A nova legislação, explica o Governo no comunicado, “estabelece restrições do ponto de vista da segurança da navegação aérea e institui o regime sancionatório a aplicar no caso de incumprimento destas normas, bem como todas as medidas cautelares de segurança, que ficam a cargo da Autoridade Nacional de Aviação Civil”.

Desta forma fica “disciplinada” a utilização dos drones, através de “novos mecanismos legais que permitirão uma supervisão e fiscalização mais eficaz da comercialização e utilização destas aeronaves a nível nacional, procurando dissuadir a eventual prática de atividades ilícitas com drones, enquanto não vigorar um regime uniforme de âmbito internacional ou europeu sobre a matéria.”

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Mulher

Go girls, go! /premium

Laurinda Alves

Ainda tão jovens, com pouco mais de vinte anos, todas sabem exactamente por onde querem começar e atrevem-se a dizer, como Elvira: “sou parte da geração que vai mudar o meu país!”. E nós acreditamos.

António Costa

O caminho para lado nenhum /premium

Rui Ramos

O sucesso de António Costa reflecte a capacidade de que a oligarquia política continua a dispor, numa sociedade envelhecida e dependente, de fazer pagar por todos o que só beneficia alguns. 

Assalto em Tancos

Tancos: é ainda pior do que parece

Bruno Cardoso Reis

Se é certo que em Portugal as Forças Armadas sempre serviram para bem mais do que fazer a guerra, hoje em dia essas outras tarefas são cada vez mais numerosas e cada vez mais vitais. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)