Rádio Observador

Rolls-Royce

Caldo entornado. Rolls-Royce “atira-se” à Bentley (e não é nada meiga)

Estalou o verniz entre a "nobreza"! Quiçá pouco agradado com o sucesso do rival, o CEO da Rolls-Royce garante que o SUV da marca não será como o Bentley Bentayga, que descreve como um "Q7 camuflado".

Autor
  • Francisco António

Por enquanto, impotente para contrariar o êxito que a vizinha e rival Bentley tem vindo a ter com o primeiro SUV da sua história, o Bentayga, o CEO da Rolls-Royce, Torsten Müller-Ötvös, não perdeu a oportunidade de disparar umas farpas na direcção do fabricante de Crewe. Garantindo que o futuro (e primeiro) crossover de luxo com o Spirit of Ecstasy no capot não será construído segundo o mesmo princípio do rival, um Audi “Q7 camuflado”.

Entrevistado pela Automotive News Europe, numa altura em que a marca que lidera continua a desenvolver o modelo conhecido, para já, pelo nome “Projecto Cullinan”, Müller-Ötvös não se mostrou nada meigo nas palavras em relação ao rival. “Nós não usamos plataformas fabricadas em massa”, uma vez que “isso limita aquilo que poderemos fazer em termos de design, além de penalizar fortemente a exclusividade”, salientou.

Não queremos uma espécie de [Audi] Q7 camuflado neste segmento, mas sim um verdadeiro Rolls-Royce”, sentencia o mesmo responsável.

Torsten Müller-Ötvös

Precisamente com esse propósito, o CEO revela que o futuro crossover do fabricante de Goodwood utilizará não uma plataforma importada do Grupo BMW (a que a marca pertence), mas a mesma plataforma de alumínio dada a conhecer há dias, com a nova geração Phantom. E que, ao que diz, está previsto ser utilizada apenas nos futuros modelos Rolls-Royce, permitindo-lhes manter a devida distância das restantes propostas e marcas do grupo alemão.

Parece que a rivalidade Rolls/Bentley vai continuar “acesa” até que o Cullinan (na foto) os separe. O SUV da Rolls-Royce deverá ser apresentado em 2018

Já quanto ao posicionamento, a marca de luxo britânica prefere não qualificar o Culllinan como um SUV ou crossover, descrevendo-o apenas como um “veículo todo-o-terreno, com um aspecto alto quando visto de frente”.

Torsten Müller-Ötvös garantiu ainda que a versão de produção do modelo será oficialmente apresentada dentro de sensivelmente um ano, com a entrega das primeiras unidades a clientes a ter lugar no início de 2019.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)