Hyundai

800 km de autonomia. Hyundai prepara SUV fuel cell

305

Apostada na afirmação das chamadas energias alternativas, a Hyundai desvendou a versão quase de produção do seu novo SUV fuel cell a hidrogénio, cuja chegada ao mercado deverá ocorrer já em 2018.

Autor
  • Francisco António

Depois do ix35 Fuel Cell, um SUV movido a pilha de combustível que, na Europa, chegou a estar ao serviço de algumas entidades oficiais e não só, a Hyundai prepara já o lançamento do seu sucessor, cuja chegada ao mercado deverá acontecer no início de 2018.

Para já provisoriamente designado por “Next Generation Fuell-Cell Electric Vehicle” (Veículo Eléctrico a Pilha de Combustível de Nova Geração), ou apenas “FE”, foi dado a conhecer ainda na forma de protótipo, mas já muito próximo, segundo o fabricante, daquilo que será o modelo de produção.

Tendo por base a quarta evolução do já conhecido sistema de propulsão a pilha de combustível a hidrogénio do Grupo Hyundai-Kia, o SUV agora apresentado em Seul anuncia um aumento na eficiência na ordem dos 9%, e uma autonomia melhorada que, segundo os parâmetros europeus, poderá ultrapassar 800 km, avança a CarAdvice.

ix35 Fuel Cell

Igualmente melhorada, em cerca de 20%, foi a potência do motor eléctrico, que passou a anunciar 120 kW (163 cv), com a marca a assegurar que o novo veículo não só possui um melhor arranque sob temperaturas muito baixas, como o mais recente sistema de células de combustível se revela mais durável do que na geração anterior.

Ainda comparativamente ao ix35 Fuel Cell, o “FE” contará não com dois, mas três depósitos de hidrogénio, todos uma capacidade de armazenamento idêntica. As diferenças estendem-se, inclusivamente, ao equipamento e aos sistemas de assistência à condução, que o antecessor não possuía, mas que o novo modelo apresentará. Embora, para já, não se saiba quais – informação que só será revelada na próxima edição do Consumer Electronics Show, agendada para Janeiro de 2018, onde o SUV promete não só marcar presença, como desvendar o seu nome oficial.

O concept Hyundai FE

Em termos de design, o Hyundai “FE” Fuel Cell adoptará, na sua configuração de produção, grande parte das soluções estilísticas estreadas no protótipo FE já dado a conhecer, apostando num desenho futurista e, segundo o fabricante, “inspirado na natureza”. Já o interior é ligeiramente mais convencional e bastante minimalista, com a aposta em termos de comandos e mostradores a passar pela digitalização.

A terminar, recordar apenas que o “FE” Fuel Cell faz parte de uma estratégia mais abrangente, que passa por lançar um total de 31 novos modelos amigos do ambiente (eléctricos, híbridos e a célula de combustível), tanto com o logótipo da Hyundai, como da Kia, para comercialização nos mercados globais até 2020.

Assim, e depois do lançamento da família Ioniq, nas variantes híbrida e 100% eléctrica, a Hyundai prepara-se para dar a conhecer, já no início de 2018, uma versão eléctrica do novo crossover compacto Kona. Já a marca de luxo do grupo, a Genesis, só disporá do primeiro automóvel eléctrico em 2021.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)