482kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Em caso de ataque: "Fuja, proteja-se, telefone". Mas se estiver nos EUA, "lute"

Este artigo tem mais de 5 anos

Em Portugal, a PSP é clara: em caso de ataque, o lema é "fugir, proteger-se, telefonar". No Reino Unido também. Nos EUA, a recomendação das autoridades é outra: "fuja, proteja-se, lute".

A recomendação surge na página de Facebook da PSP
i

A recomendação surge na página de Facebook da PSP

João Moura

A recomendação surge na página de Facebook da PSP

João Moura

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A recomendação da Polícia de Segurança Pública (PSP) para um eventual ataque terrorista em Portugal resume-se a três ações: fugir, proteger e ligar. Primeiro, os cidadãos devem fugir do local onde se encontram, depois devem procurar um sítio onde se possam esconder ou barricar e só quando estiverem escondidos devem ligar o 112. “Lembre-se: Fugir, Proteger, Ligar”, escreveu a PSP no post que partilhou na quinta-feira no Facebook.

A recomendação das autoridades portuguesas é semelhante à britânica, que nos ataques de Londres, em junho, pediu aos cidadãos que fizessem o mesmo: “Run, Hide, Tell” (fugir, proteger, ligar).

Mas nos Estados Unidos, o apelo das autoridades é diferente: “Run, Hide, Fight”, ou seja, fuja, proteja-se e lute. Foi o que aconteceu quando um estudante de 18 anos atacou uma universidade em Ohio e fez 11 feridos.

Ataque na universidade do Ohio. Suspeito foi identificado, 11 pessoas feridas

Segundo a Crisis & Solutions, empresa líder na Europa em simulações de crise, a diferença entre os comportamentos subjacentes à última recomendação das autoridades é notória. Se em Portugal e no Reino Unido, a atitude de “ligar” implica “marcar o 112 quando estiver seguro, dar a localização e o máximo de informação que conseguir e impedir que os outros entrem na área de perigo”.

Já nos EUA, o “lutar” significa “uma tentativa de incapacitar o agressor, agir com agressão física, improvisar armas e comprometer-se com as suas ações”. Apesar do alerta da PSP, a força de segurança reforça que “o nível de risco para Portugal se mantém baixo”.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.