Terrorismo

Finlândia enfrenta o seu primeiro ataque terrorista

380

A polícia finlandesa está a tratar o ataque da passada sexta-feira um Turku como um provável ataque terrorista. As autoridades crêem que o suspeito escolheu mulheres como alvos.

Homenagem na praça Puutori, onde morreram duas pessoas esfaqueadas esta sexta-feira

MARKKU OJALA/EPA

“A Finlândia não é um paraíso isolado”, declarou o primeiro-ministro finlandês, Juha Sipila (Partido do Centro), numa conferência de imprensa sobre o ataque que ocorreu em Turku na sexta-feira, e que as autoridades finlandesas estão a tratar como um ataque terrorista. O responsável pelos serviços de informação da Finlândia, Antti Pelttari, confirmou isso mesmo este sábado: “Pela primeira vez, suspeitamos que ocorreu um ataque terrorista na Finlândia.”

O alerta foi dado pelas 16h (hora local) na sexta-feira, quando um homem armado com uma faca atacou pessoas na Praça Puutori. As autoridades finlandesas confirmaram que duas finlandesas morreram e que outras oito pessoas ficaram feridas, entre elas cidadãos de origem britânica, sueca e italiana. As vítimas teriam idades compreendidas entre os 15 e os 67 anos. Um dos feridos já teve alta e outros quatros poderão também sair do hospital este sábado. Os outros três têm uma situação mais reservada.

De acordo com a BBC, Crista Granroth, do Gabinete Nacional de Investigação, declarou que o atacante parece ter escolhido atacar deliberadamente mulheres: “Parece que o suspeito escolheu as mulheres como alvo, já que os homens que ficaram feridos só se magoaram porque estavam a tentar ajudar.”

Suspeito marroquino terá chegado ao país no ano passado

A polícia finlandesa atingiu a tiro o atacante, que se mantém hospitalizado com um ferimento numa perna. Quatro outros suspeitos foram detidos durante a noite e estão a ser interrogados este sábado. Para além disso, foi ainda emitido um mandato de captura para um quinto suspeito de nacionalidade marroquina.

O suspeito principal é um marroquino de 18 anos. De acordo com a polícia finlandesa, o jovem terá chegado à Finlândia no início de 2016 e estava “envolvido num processo de pedido de asilo”, segundo informação citada pela televisão estatal YLE. Para já, não são conhecidas mais informações sobre o atacante, nem é certo se o ataque em Turku está relacionado com os atentados na Catalunha.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cbruno@observador.pt
Europa

Falta de confiança  /premium

Manuel Villaverde Cabral

Por todo o lado são cada vez mais os eleitores que se abstêm ou que se viram para os «populistas» que tudo prometem e, até agora, não conseguem mais do que piorar as coisas, aumentando a instabilidade

Europa

Falta de confiança  /premium

Manuel Villaverde Cabral

Por todo o lado são cada vez mais os eleitores que se abstêm ou que se viram para os «populistas» que tudo prometem e, até agora, não conseguem mais do que piorar as coisas, aumentando a instabilidade

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)