A Proteção Civil destacou esta terça-feira, pelas 19h00, a ocorrência de três incêndios florestais que lavram nos concelhos de Arcos de Valdevez (distrito de Viana do Castelo), de Cinfães (Viseu) e de Sabrosa (Vila Real).

De acordo com a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) Patrícia Gaspar, desde a meia-noite de terça-feira registaram-se 137 ocorrências de incêndios florestais, das quais “apenas sete não foram extintas”, e são três os fogos que merecem maior preocupação.

Num ‘briefing’ na sede da ANPC, em Oeiras, distrito de Lisboa, Patrícia Gaspar disse que o incêndio em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo, que deflagrou hoje pelas 14:00, ainda não está dominado e encontra-se com uma frente ativa, “mas sem pontos críticos identificados”.

Relativamente ao fogo em Cinfães, no distrito de Viseu, que se iniciou hoje pelas 14:30, lavra com duas frentes ativas e “sem qualquer ponto sensível identificado”.

Já o incêndio em Sabrosa, no distrito de Vila Real, que deflagrou hoje cerca das 15:00, encontra-se com duas frentes ativas e está a começar a “dar sinais de cedências aos meios” de combate, disse Patrícia Gaspar, informando que o fogo ameaçou a aldeia de Ordonho, mas a situação está controlada.

Seis meios aéreos e cerca de 130 operacionais foram mobilizados Sabrosa, onde um bombeiro ficou com ferimentos ligeiros na sequência de um acidente, segundo fonte da Proteção Civil. O alerta para este fogo foi dado cerca das 15ho0, na zona da aldeia de Vilela.