As autoridades suíças bloquearam a atribuição de novas matrículas ao Porsche Cayenne, na versão equipada com o motor 3.0 V6 Turbodiesel. Apesar deste motor anunciar estar de acordo com a norma Euro 6 e mais de 21 mil unidades já em circulação terem sido alvo de uma chamada colectiva às oficinas, para actualizar os sistemas de controlo do motor, de modo a retirar dispositivos ilegais destinados a contornar os testes de emissões, os helvéticos não ficaram convencidos e decidiram impedir a matriculação de novos Cayenne Diesel e, por tabela, as vendas.

De acordo com a Reuters, o departamento do governo responsável pelos transportes tomou esta decisão depois de, em Julho, a Porsche ter anunciado o recall de uma série de veículos com software malicioso.

Este anúncio dos suíços surge depois de a Alemanha ter anunciado que iria acompanhar as decisões de outros países europeus, no sentido de banir veículos com motor a gasóleo dentro de uns anos e de a própria Angela Merkel ter admitido, pela primeira vez, que este tipo de motorização tinha os dias contados.