O jovem de 14 que foi preso por ter dançado a “Macarena” — um êxito dos anos 90 — foi libertado esta quarta-feira. O jovem tinha sido filmado a dançar a música numa passadeira em Gidá, na Arábia Saudita mas foi detido na terça-feira pela polícia acusado de “interromper o tráfego” e de uma “conduta pública imoral”.

Escreve o El Mundo que o jovem prometeu por escrito que não voltaria a ter um comportamento semelhante que pudesse pôr em perigo a sua vida e a dos outros. Segundo as autoridades, o único propósito do documento era advertir o adolescente para as “possíveis consequências dos seus atos para a sua própria segurança e proteger a segurança dos automobilistas e peões”.

O comunicado da polícia de Meca na altura da detenção não dava conta do nome ou da nacionalidade do jovem, mas garantiu que ele estaria a ser “questionado por comportamento público impróprio e perturbação do tráfego“. O vídeo rapidamente se tornou viral.

Esta não é a primeira detenção polémica que a polícia saudita faz. No mês passado uma jovem foi detida e interrogada depois de ter aparecido num vídeo de minissaia. Foi libertada pouco depois. Já em agosto, foi igualmente detido e mais tarde libertado o cantor Abdallah Al Shahani, que fez o gesto “dab” durante um concerto. O gesto foi proibido na Arábia Saudita por “incentivar o consumo abusivo de substâncias”.

Os cidadãos sauditas são dos mais ativos nas redes sociais, no que ao mundo árabe diz respeito.