Modelo (quase) gémeo do futuro BMW Z4, tendo ambos sido desenvolvidos em conjunto pelos dois construtores, o futuro Toyota Supra começa a ver definidos alguns dos seus atributos. Nomeadamente, o facto de contar com um novo propulsor, desenvolvido também em conjunto pelos dois fabricantes – que poderá ser um V6 3,5 litros –, garantidamente a oferecer mais de 400 cv de potência.

Divulgadas através do fórum IH8MUD, com base em declarações de um elemento da Toyota, as informações revelam que, ao contrário do que chegou a ser avançado, a futura geração Supra não utilizará o já conhecido seis cilindros em linha da BMW. Preferindo, antes, um bloco totalmente novo, acoplado apenas e só a transmissão manual.

Uma derivação híbrida do superdesportivo não está igualmente posta de parte, ainda que só deva surgir lá mais para frente. Sendo que, a confirmar-se, funcionará como uma espécie de versão topo de gama do modelo.

Quanto à data de chegada ao mercado, a indicação é de que poderá acontecer já no início de 2019. Um primeiro concept está previsto para bem mais cedo do que isso – mais concretamente, para o próximo Salão Automóvel de Tóquio, em Outubro.