Um naufrágio na travessia entre Mar Grande e Salvador, na Baía de Todos-os-Santos, no estado brasileiro da Baía, provocou a morte de18 pessoas, confirmou a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e a Capitania dos Portos ao jornal Globo.

89 pessoas foram resgatadas com vida até o momento, de acordo com informações reveladas pela Secretaria de Saúde da Baía, ao Globo, embora este número também ainda não tenha sido confirmado. 129 pessoas estariam a bordo da lancha, batizada “Cavalo Marinho 1” que tinha capacidade para 162 pessoas, de acordo com a Associação de Transportadores Marítimos da Baía.

O naufrágio aconteceu por volta das 6h30 locais quando a lancha já estava a 200 metros do terminal marítimo de Mar Grande, de onde partiu. Um dos sobreviventes, Edvaldo Santos de Almeida, explicou ao Globo que “estava a chover” e a lancha virou depois de ter sido atingida por uma onda.

Este naufrágio acontece dois dias depois de um outro no rio Xingú, na Vila do Maruá, no estado brasileiro do Pará, que matou 21 pessoas, entre as quais uma criança de um ano e cinco adultos. Das pessoas transportadas na embarcação, 23 sobreviveram. Os restantes ocupantes da embarcação continuam desaparecidos, informou o Corpo de Bombeiros Militar.

(Atualizado às 20h30 com o novo número de vítimas mortais: 18. Anteriormente, a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador dava conta de que 23 pessoas tinham morrido. A Capitania dos Portos tinha confirmado 22 mortes)