A vila suíça de Bondo, localizada nos Alpes suíços na fronteira com a Itália, foi evacuada na madrugada de quarta-feira depois de uma derrocada de pedras ter destruído várias casas e negócios. Oito alpinistas estão desaparecidos e mais de 100 pessoas foram retiradas da vila. Os vídeos gravados por quem viu o deslize, e colocados na rede social Twitter, mostram uma parte da montanha a desagregar-se da restante, e uma mistura de rochas e lama correndo pela colina abaixo a grande velocidade, arrasando várias habitações.

A polícia disse, na quinta-feira, que ainda não conseguiu encontrar os desaparecidos que seriam cidadãos alemães, austríacos e suíços. Há helicópteros à procura dos desaparecidos e as buscas intensificaram-se na madrugada de quinta-feira.

As autoridades estabeleceram uma zona interdita a qualquer voo para facilitar as buscas e proibiu as pessoas de regressarem, para já, às suas habitações, estando alojadas em vilas e cidades vizinhas.

Bondo está localizado no vale profundo, na base da montanha de Piz Cengalo que se ergue por mais de três quilómetros. Em 2011, uma outra derrocada fez precipitar sobre a mesma área mais de 1,5 milhões de metros cúbicos de terra e pedras.