O antigo primeiro-ministro e principal arguido da Operação Marquês, José Sócrates, prepara-se para publicar o um novo livro, desta vez sobre o uso de drones para fins militares.

A notícia é do Expresso, que escreveu que o título do livro é “O Mal que Deploramos — Os Drones, o Terror e os Assassinatos-Alvo”.

Na contra-capa deste novo livro, avança também aquele jornal, lê-se: “Há qualquer coisa de intuitivamente menos decente em matar à distância. E, no entanto, tem sido esse o percurso histórico da guerra — matar cada vez mais longe”.

José Sócrates faz menções a uma “moderna guerra wireless” e diz que através do recurso aos drones aéreos, é criada uma distância entre o atacante e o alvo que permite a dicotomia do “soldado justo” contra o “terrorista, essa ‘forma inferior de vida’”.

O livro será publicado na primeira semana de outubro pela Sextante Editora, que pertence à chancela do Grupo Porto Editora.

Este é o terceiro título de José Sócrates, depois de ter publicado a sua tese de mestrado no livro “A Confiança no Mundo — Sobre a tortura em Democracia” (Verbo, 2013) e do ensaio “O Dom Profano — Considerações sobre o carisma” (Sextante, 2016).