Tobe Hooper, realizador de “Massacre no Texas” (The Texas Chainsaw Massacre), morreu no sábado aos 74 anos perto de Los Angeles, EUA. A notícia foi avançada pela Variety, que não avança a causa de morte do cineasta.

A carreira de Hooper ficou marcada pelo filme independente, editado em 1974, que revolucionou o cinema de terror na altura. “Texas Chain Saw Massacre”, que teve um orçamento inferior a 300 mil dólares, contava a história de um grupo de amigos que encontraram um grupo de canibais, durante uma viagem. O filme foi proibido em vários países, por violência excessiva, mas isso não impediu que se tornasse um ícone do género.

Hooper terá tido a ideia para o filme quando se viu cercado por uma multidão num centro comercial. Por coincidência, o realizador de cinema estava na zona do material de bricolage e imaginou como seria se pegasse numa moto-serra para abrir caminho e sair dali.

Além de Massacre no Texas, Hooper também realizou Poltergeist, escrito produzido por Steven Spielberg em 1982.

A morte de Hooper surge poucos meses depois do desaparecimento de outro ícone do cinema de terror, George Romero, realizador de “Living Dead”, que morreu no mês passado aos 77 anos.