Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Tobe Hooper, realizador de “Massacre no Texas” (The Texas Chainsaw Massacre), morreu no sábado aos 74 anos perto de Los Angeles, EUA. A notícia foi avançada pela Variety, que não avança a causa de morte do cineasta.

A carreira de Hooper ficou marcada pelo filme independente, editado em 1974, que revolucionou o cinema de terror na altura. “Texas Chain Saw Massacre”, que teve um orçamento inferior a 300 mil dólares, contava a história de um grupo de amigos que encontraram um grupo de canibais, durante uma viagem. O filme foi proibido em vários países, por violência excessiva, mas isso não impediu que se tornasse um ícone do género.

Hooper terá tido a ideia para o filme quando se viu cercado por uma multidão num centro comercial. Por coincidência, o realizador de cinema estava na zona do material de bricolage e imaginou como seria se pegasse numa moto-serra para abrir caminho e sair dali.

Além de Massacre no Texas, Hooper também realizou Poltergeist, escrito produzido por Steven Spielberg em 1982.

A morte de Hooper surge poucos meses depois do desaparecimento de outro ícone do cinema de terror, George Romero, realizador de “Living Dead”, que morreu no mês passado aos 77 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR