Rádio Observador

Mercado

Genesis chega à Europa em 2020. Mas poucochinho

Limitada até aqui aos mercados asiático e americano, a marca "premium" do grupo Hyundai-Kia, a Genesis, vai mesmo chegar à Europa. Já em 2020, mas só em três países.

Autor
  • Francisco António

Concebida para rivalizar com as tradicionais marcas premium, a Genesis foi a última marca a ser criada pelo grupo sul-coreano Hyundai-Kia, com o objectivo de ser comercializada em todo o mundo. Propósito que, contudo, foi rapidamente afastado, com a marca a ficar “reduzida” aos mercados asiáticos e norte-americano… até hoje. Pois, segundo avança a Automobile Magazine, os responsáveis do construtor sul-coreano terão repensado melhor a estratégia e chegado à conclusão que o melhor é vender a Genesis também na Europa. Mais concretamente, já a partir de 2020, ainda que de forma discreta e, inicialmente, apenas em três mercados.

A chegada da Genesis ao Velho Continente acontecerá com a comercialização limitada ao Reino Unido, Alemanha e Suíça, países em que não haverá mais do que um concessionário. Localizado, respectivamente, em Londres, Munique e Zurique.

Lançar uma marca premium na Europa é um desafio. E é um desafio ainda maior, se não tivermos os produtos de que verdadeiramente necessitamos nesses mercados”, afirma o director de Operações da Hyundai Europa, Thomas Schmidt, ao explicar o atraso na tímida chegada da Genesis à Europa.

A Automobile Magazine adianta que até o processo de compra de um modelo Genesis, na Europa, não seguirá os trâmites tradicionais. Com a estratégia delineada pela marca a passar por propor os seus modelos exclusivamente via online e directamente ao potencial comprador. Eliminando, assim, a necessidade da intervenção de um vendedor.

Para o director de marca Manfred Fritzgerald, responsável que antes de ingressar na Genesis esteve na Lamborghini, a maior parte das vendas serão feitas através de leasing. “Vamos fazer negócios diferentes, propondo, por exemplo, um sedan para o Verão e um SUV para o Inverno. Isto além da possibilidade de os clientes poderem beneficiar de empréstimos de viaturas sem custos, serviços de manutenção com recolha e entrega do carro em local a escolher pelo condutor, assim como uma extensa variedade de modelos construídos à medida do utilizador”, antecipa.

A marca de luxo compromete-se igualmente a criar uma nova forma de relacionamento com os clientes. Nomeadamente, através da disponibilização wireless de várias actualizações para os sistemas do automóvel, pacotes tecnológicos feitos à medida do proprietário e um serviço de assistência global do qual farão parte alugueres personalizados e acesso a soluções eléctricas para utilização em áreas restritas.

Recorde-se que, além de estar a trabalhar no seu lançamento na Europa, a Genesis encontra-se a desenvolver o seu terceiro sedan, o G70, bem como outras três propostas – um coupé e dois SUV. Sendo que a hipótese de um terceiro crossover também não está totalmente posta de parte.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)