Mercado

Genesis chega à Europa em 2020. Mas poucochinho

Limitada até aqui aos mercados asiático e americano, a marca "premium" do grupo Hyundai-Kia, a Genesis, vai mesmo chegar à Europa. Já em 2020, mas só em três países.

Autor
  • Francisco António

Concebida para rivalizar com as tradicionais marcas premium, a Genesis foi a última marca a ser criada pelo grupo sul-coreano Hyundai-Kia, com o objectivo de ser comercializada em todo o mundo. Propósito que, contudo, foi rapidamente afastado, com a marca a ficar “reduzida” aos mercados asiáticos e norte-americano… até hoje. Pois, segundo avança a Automobile Magazine, os responsáveis do construtor sul-coreano terão repensado melhor a estratégia e chegado à conclusão que o melhor é vender a Genesis também na Europa. Mais concretamente, já a partir de 2020, ainda que de forma discreta e, inicialmente, apenas em três mercados.

A chegada da Genesis ao Velho Continente acontecerá com a comercialização limitada ao Reino Unido, Alemanha e Suíça, países em que não haverá mais do que um concessionário. Localizado, respectivamente, em Londres, Munique e Zurique.

Lançar uma marca premium na Europa é um desafio. E é um desafio ainda maior, se não tivermos os produtos de que verdadeiramente necessitamos nesses mercados”, afirma o director de Operações da Hyundai Europa, Thomas Schmidt, ao explicar o atraso na tímida chegada da Genesis à Europa.

A Automobile Magazine adianta que até o processo de compra de um modelo Genesis, na Europa, não seguirá os trâmites tradicionais. Com a estratégia delineada pela marca a passar por propor os seus modelos exclusivamente via online e directamente ao potencial comprador. Eliminando, assim, a necessidade da intervenção de um vendedor.

Para o director de marca Manfred Fritzgerald, responsável que antes de ingressar na Genesis esteve na Lamborghini, a maior parte das vendas serão feitas através de leasing. “Vamos fazer negócios diferentes, propondo, por exemplo, um sedan para o Verão e um SUV para o Inverno. Isto além da possibilidade de os clientes poderem beneficiar de empréstimos de viaturas sem custos, serviços de manutenção com recolha e entrega do carro em local a escolher pelo condutor, assim como uma extensa variedade de modelos construídos à medida do utilizador”, antecipa.

A marca de luxo compromete-se igualmente a criar uma nova forma de relacionamento com os clientes. Nomeadamente, através da disponibilização wireless de várias actualizações para os sistemas do automóvel, pacotes tecnológicos feitos à medida do proprietário e um serviço de assistência global do qual farão parte alugueres personalizados e acesso a soluções eléctricas para utilização em áreas restritas.

Recorde-se que, além de estar a trabalhar no seu lançamento na Europa, a Genesis encontra-se a desenvolver o seu terceiro sedan, o G70, bem como outras três propostas – um coupé e dois SUV. Sendo que a hipótese de um terceiro crossover também não está totalmente posta de parte.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Liberdades

O medo da liberdade /premium

Paulo Tunhas

O que esta nova esquerda busca não se reduz ao desenvolvimento de um Estado tutelar. É algo que visa a perfeita eliminação da sociedade como realidade distinta do Estado. Basta ouvir Catarina Martins.

25 de Abril

Princípio da União de Interesses

Vicente Ferreira da Silva

O nosso sistema de governo promove desigualdades entre os cidadãos, elimina a responsabilidade dos titulares de cargos públicos e limita as liberdades, os deveres e os direitos fundamentais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)