Ignatius Spencer é um tio muito, muito, muito afastado de Diana, a adorada princesa de Gales que morreu em Paris há 20 anos. A ela chamavam-lhe “a santa laica”, pelo seu trabalho junto dos mais desfavorecidos, principalmente com pessoas infetadas com o vírus da sida. Já Ignatius foi mesmo padre e deverá ser declarado “venerável” pelo Vaticano, o primeiro passo no processo de canonização.

Muito do seu tempo passou-o ao lado de pobres e excluídos, incluindo junto das comunidades de imigrantes irlandesas que viviam na mais profunda pobreza no centro de Inglaterra. Foi famoso no seu tempo e, através das linhas de ferro, pregava em todos os pontos do país. Praticamente uma celebridade, com direito a controvérsias e tudo. Ignatius Spencer escandalizou a sociedade vitoriana por se ter convertido ao catolicismo romano em 1830, com apenas 31 anos, quando a maioria do país era — e ainda é — anglicana, um ramo do cristianismo que, por exemplo, não acredita na existência de santos nem no consagração do pão como parte do corpo de Jesus Cristo.

Segundo o jornal britânico de notícias da Igreja Católica Catholic Herald, o Vaticano deu por concluída uma investigação de 20 anos à vida do padre Ignatius Spencer — e aprovou-o como “pessoa vulnerável”. Daqui segue para os analistas que deverão analisar os feitos do padre no caminho para a canonização.

Ignatius Spencer nasceu George Spencer em 1799 e, antes de se converter, foi padre anglicano, na cidade de Althorp, em Northamptonshire, onde Diana foi enterrada. A família onde o padre nasceu era, na altura, a quinta mais rica de Inglaterra, e a maioria dos Spencer eram membros da Igreja de Inglaterra.

“O que ele teve de visionário foi querer envolver mais a pessoa comum na vida da Igreja. Agora estamos habituados a esse acesso mas ele esteve 150 anos à frente do seu tempo”, disse o padre Ben Lodge, que iniciou o processo para canonizar o padre Spencer.

Sempre rezou para morrer como Jesus, “numa valeta, desconhecido e sem ser visto”. No dia 1, em 1864, morreu de ataque cardíaco num caminho rural, depois de oferecer um sermão na Escócia. Foi encontrado numa valeta.