China

China inaugura base aérea para drones civis

A base aérea instalada em Xangai vai servir milhares de aviões não tripulados e é a primeira do género na China, país onde há mais de 120 mil drones registados.

Na China há mais de 500 fabricantes de aviões não tripulados

ALEX HOFFORD/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Uma base aérea para drones civis, a primeira do tipo na China, abriu em Xangai, no leste do país, informou hoje a Autoridade da Administração de Aviação Civil da China (CAAC).

A base, situada no distrito de Qingpu, vai servir milhares de aviões não tripulados, num país onde estes aparelhos são muito populares.

Os drones na China devem voar a uma altitude inferior a 150 metros, além de que todos os voos de teste devem ser controlados por questões de segurança, dado que “a atividade dos drones ilegais transformou-se num problema na China, especialmente nos aeroportos”, indicou a agência de notícias oficial Xinhua.

Existem mais de 120 mil aviões não tripulados registados no gigante asiático, segundo dados da Associação de Proprietários de Aeronaves e Pilotos da China.

A China tem aproximadamente meio milhar de fabricantes de drones e o mais conhecido, DJI, representa quase 70% do mercado mundial.

Estes dispositivos, inicialmente utilizados ao serviço de determinados domínios profissionais, como o cinema, expandiram-se muito nos últimos anos para o uso recreativo, mas também para outras áreas, nomeadamente segurança ou agricultura.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Mulher

Go girls, go! /premium

Laurinda Alves

Ainda tão jovens, com pouco mais de vinte anos, todas sabem exactamente por onde querem começar e atrevem-se a dizer, como Elvira: “sou parte da geração que vai mudar o meu país!”. E nós acreditamos.

António Costa

O caminho para lado nenhum /premium

Rui Ramos

O sucesso de António Costa reflecte a capacidade de que a oligarquia política continua a dispor, numa sociedade envelhecida e dependente, de fazer pagar por todos o que só beneficia alguns. 

Assalto em Tancos

Tancos: é ainda pior do que parece

Bruno Cardoso Reis

Se é certo que em Portugal as Forças Armadas sempre serviram para bem mais do que fazer a guerra, hoje em dia essas outras tarefas são cada vez mais numerosas e cada vez mais vitais. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)