Os moradores de três localidades vizinhas de Madrid foram aconselhados, este sábado, a ficar em casa devido a uma nuvem tóxica de magnésio, com origem num incêndio num complexo industrial em Fuenlabrada, a cerca de 25 quilómetros da capital espanhola. Situação já está controlada.

Mais de 34.500 habitantes de três localidades a sul de Madrid — Humanes, Griñón e Moraleja de Enmedio — foram alertados pelos serviços de emergência espanhóis (112), durante a manhã de sábado, a ficar no interior das habitações. Os avisos foram feitos através da aplicação My112 e via chamadas telefónicas para os cidadãos nas zonas afetadas.

O incêndio no complexo industrial já está controlado, mas deixou um ferido com queimaduras de segundo grau e obrigou à evacuação da zona, sendo que existe um hotel nas proximidades. Ao todo, arderam 40 toneladas de aparas de magnésio e de alumínio, responsáveis pela nuvem tóxica que agora ameaça a vizinhança.

Os serviços de emergência foram chamados ao local às 9h22 (menos uma hora em Portugal continental) na sequência do incêndio que deflagrou no complexo industrial de Fuenlabrada, município com 195.000 habitantes. As causas do incêndio que começou no exterior do complexo ainda não são conhecidas e estão a ser investigadas.