O motor 3.0 V6 turbodiesel que equipa o Classe E 350d está a provocar algumas dores de cabeça a marca alemã que, segundo a Autocar, decidiu suspender as suas vendas na Alemanha, iniciadas em Maio último. A razão prende-se com as emissões elevadas de NOx.

O motor será alvo de uma série de melhorias, entre as quais um novo catalisador selectivo (SCR), destinado a reduzir exclusivamente os óxidos de azoto, mas agora com maiores dimensões. Esta modificação está destinada a optimizar a utilização do aditivo AdBlue, destinado a, juntamente com o SCR, anular a maioria do NOx antes dos gases de escape serem libertados para a atmosfera.

Esta suspensão, que deverá igualmente contemplar as unidades já vendidas, vem no seguimento dos 3 milhões de veículos que já foram alvo de uma chamada às oficinas europeias por parte da Mercedes, para instalar alterações que permitam aos respectivos motores respeitar os limites de emissões poluentes, numa campanha que tem um valor estimado em 220 milhões de euros.