Já faz dois anos que Alan Kurdi, o menino sírio de apenas três anos, morreu afogado enquanto tentava chegar à Grécia, no ano de 2015. Para homenagear a criança, o ilustrador Khaled Hosseini escreveu o Sea Prayer (Oração do Mar, em português). O projeto contou também com a colaboração do ACNUR – o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados -, de onde o ilustrador Khaled Hosseini também faz parte.

O Sea Prayer é um filme ilustrado em 360º, escrito em forma de monólogo. O vídeo conta a história de uma carta imaginária, escrita por um pai sírio, dirigida ao seu filho que dorme no seu colo na véspera da sua travessia para a Europa. As imagens são pintadas à medida que a história é narrada.

O filme retrata a cidade de Homs (oeste da Síria), devastada pela guerra, onde Alan cresceu e que teve de abandonar com o seu pai. O ilustrador também não deixou escapar os pormenores do mar revoltado que os esperava.

O Sea Prayer foi o primeira narrativa de animação de realidade virtual criada com o Tilt Brush – uma ferramenta para pintar num espaço a três dimensões com realidade virtual.