Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, disse esta sexta-feira que a equipa tem consciência das dificuldades que vai encontrar na quinta jornada da I Liga de futebol frente ao Desportivo de Chaves, mas garantiu que no Dragão só acreditam na vitória.

O técnico da equipa portista, que partilha o comando do campeonato com o Sporting, assumiu que a pressão está do lado dos ‘azuis e brancos’ e que não está à espera de um jogo simples frente ao 17.º e penúltimo classificado, no sábado, no Estádio do Dragão.

Esperamos dificuldades apesar do que dizem as estatísticas. Sei o que é não começar bem e depois encontrar pela frente um grande como o FC Porto. Dá outra motivação. O Chaves está pressionado, mas essa carga está em cima do FC Porto. A qualidade do treinador, que conhece bem a nossa casa, e dos jogadores é evidente. Mas não esperamos jogos fáceis, estamos preparados”, referiu o treinador.

Apesar de acreditar que a equipa está pronta para o que vai encontrar, Sérgio Conceição admitiu que não gostar de preparar um jogo sem a presença de alguns jogadores, referindo-se, neste caso, aos que estiveram ao serviço das respetivas seleções. “Não gosto destas semanas onde existem estas ausências. Por um lado, ainda bem que as temos porque é sinal que temos jogadores nas seleções, e no nosso caso, são muitos, por outro, a preparação não é a normal”, disse ainda.

Sérgio Conceição, que garantiu que o foco está apenas no Chaves e que ainda não começou a pensar no jogo da Liga dos Campeões, com o Besiktas, afirmou que, apesar de ter tido vários jogadores nas seleções, e que consequentemente, estarão mais cansados, vai escolher um ‘onze’ capaz de dar garantias de alcançar o objetivo e que passa pela vitória.

Sobre o facto de o FC Porto não ter reforçado a equipa nos últimos dias do ‘mercado’ de transferências, que fechou com as saídas por empréstimo João Teixeira (Sporting de Braga) e Rui Pedro (Boavista), o treinador não se mostrou preocupado, apesar de reconhecer que “gostaria de ter mais uma ou outra opção”.

Gostaria de ter mais opções, mas se perguntar isso aos treinadores do Benfica e do Sporting também lhe diriam o mesmo. Mais importante do que isso é que estou muito satisfeito com os meus jogadores. É com estes que vamos para a guerra. Aliás, fiquei preocupado quando o Neymar veio ao Porto [fazer exames médicos para se transferir para o Paris Saint-Germain]. Não tinha onde o colocar na equipa”, brincou.

Sérgio Conceição referiu ainda que “o FC Porto já ultrapassou uma barreira criada por pessoas de fora do clube” em que se dizia que “uma coisa é fazer uma boa pré-época e outra é começar bem o campeonato”. “Já passámos essa barreira. Começámos bem o campeonato e é assim que queremos continuar“, finalizou.

O FC Porto recebe o Desportivo de Chaves a partir das 20h30 de sábado, em jogo da quinta jornada da I Liga de futebol que será arbitrado por Rui Oliveira, da associação do Porto.