O incêndio florestal que deflagrou esta segunda-feira em Souto do Brejo, concelho da Pampilhosa da Serra, ameaça as povoações de Brejo de Cima e Brejo de Baixo, informou o presidente da Câmara, José Brito.

O incêndio eclodiu, cerca das 15h00, em Souto do Brejo, mas esta aldeia da freguesia de Janeiro de Baixo estava “livre de perigo” ao fim de duas horas, disse José Brito à agência Lusa. Às 16h50, segundo o autarca, o fogo estava “a aproximar-se do Brejo de Cima e Brejo de Baixo”, ameaçando a segurança dos moradores, habitações, terras de cultivo e outros bens.

O incêndio florestal estava a ser combatido, às 17h00, por 244 bombeiros e 11 meios aéreos, de acordo com a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Além dos 205 bombeiros e oito meios aéreos, estão também envolvidos 64 meios terrestres no combate ao incêndio.