Os trabalhadores das embarcações da empresa pública Transmarítima, que garante a travessia da Baía de Maputo entre a capital e Catembe, estão esta terça-feira em greve, reivindicando aumentos salariais. A greve é ainda justificada como forma de reivindicar o pagamento do décimo terceiro mês e a canalização dos descontos dos trabalhadores para a segurança social, referiram representantes dos trabalhadores ao diário O País.

Segundo os mesmos responsáveis, há conversações a decorrer esta terça-feira com a direção da empresa por forma a tentar ultrapassar a situação. A paralisação acontece numa altura em que uma das duas embarcações maiores usadas na viagem se encontra paralisada devido a avaria.

A ligação através das embarcações da empresa pública de transporte marítimo é a única forma de travessia entre a capital e Catembe, pelo menos enquanto não está terminada a ponte sobre a Baía de Maputo, cujas obras estão em curso, mas ainda sem data prevista para conclusão.