Cinema

J.J. Abrams vai escrever e realizar o episódio IX de “A Guerra das Estrelas”

O realizador norte-americano irá realizar e coescrever o argumento do episódio IX da saga “A Guerra das Estrelas”, regressando assim à trilogia que inaugurou em 2015.

Getty Images for Disney

Autor
  • Agência Lusa

“J.J. Abrams, que lançou uma nova era de ‘A Guerra das Estrelas’ com ‘O Despertar da Força’ em 2015, vai regressar para completar a trilogia como argumentista e realizador de ‘A Guerra das Estrelas: Episódio IX”, refere um comunicado esta terça feira divulgado no ‘site’ oficial da saga.

J.J. Abrams, responsável pela série de televisão “Perdidos” e pelo filme “Super 8”, entre outros, irá coescrever o episódio IX de “A Guerra das Estrelas” com Chris Terrio. O filme será produzido por Kathleen Kennedy, Michelle Rejwan, J.J. Abrams, a Bad Robot e a Lucasfilm.

O anúncio de hoje surge uma semana depois de ter sido tornado público pela produtora Lucasfilm que o realizador Colin Trevorrow iria abandonar o projeto do episódio IX, devido a diferenças criativas.

O episódio IX tornou-se no mais recente filme da saga “A Guerra das Estrelas” a deparar-se com problemas de produção, depois de “Rogue One: Uma História de Star Wars” ter precisado de filmagens de última hora e na sequência de, já este ano, os realizadores Phil Lord e Christopher Miller terem sido substituídos por Ron Howard à frente do filme sobre a personagem Han Solo.

Mais conhecido por ter realizado “Mundo Jurássico”, Trevorrow foi anunciado como responsável pelo último episódio da nova trilogia em agosto de 2015, que também estaria a escrever, e que tem estreia prevista para 2019.

Entretanto, a 15 de dezembro chega às salas de cinema “Os Últimos Jedi”, o oitavo episódio de “A Guerra das Estrelas”, que comemora este ano o 40.º aniversário.

“Os Últimos Jedi” é escrito e realizado por Rian Johnson (conhecido pelos filmes “Looper” e “Brick”), produzido por Kathleen Kennedy e Ram Bergman, tendo como produtores executivos J.J. Abrams (realizador do episódio VII, de 2015, com o nome “O Despertar da Força”), Jason McGatlin e Tom Karnowski.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Arquitetura

Um museu dos “portugueses eram mesmo maus"?

José Manuel Fernandes Arq.

Reivindico o direito que temos à essência do nosso país, a assumir do seu contributo para o Mundo ao longo dos últimos 600 anos de expansão e colonização. Sem isso pouco Portugal teria dado ao planeta

Museus

Descobertas e má consciência /premium

Paulo Tunhas

O que a conversa contemporânea sobre a palavra “descobertas” faz é omitir os diferentes sentidos da palavra. Tal como para as celebrações de Salazar, é o aspecto político o único que realmente conta.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)