O PSD e o CDS chamaram o Ministro da Defesa, Azeredo Lopes, a Parlamento para debater a questão do assalto a Tancos. Os partidos marcaram debate de atualidade para segunda-feira para debater sobre o alegado “roubo do paiol de Tancos.

O pedido surge dias depois de Azeredo Lopes admitir não ter havido assalto nenhum em Tancos. Fonte parlamentar confirmou à Lusa que os partidos querem clarificar essas declarações. Azeredo Lopes já tinha mostrado disponibilidade para prestar esclarecimentos se fosse convidado para tal.

Ministro tem “todo o gosto” em esclarecer Assembleia sobre Tancos

Azeredo Lopes garantiu ter “todo o gosto” de prestar esclarecimentos na Assembleia da República, na segunda-feira, sobre o caso do alegado furto de armamento nos paióis de Tancos.

“Sou membro de um órgão de soberania e nunca esqueço isso. Independentemente de tal facto, sempre fui à Assembleia quando fui convidado para tal. Nunca, em nenhuma circunstância, se bem me recordo, deixei de ir à Assembleia quando para tal fui convidado, e irei com todo o gosto, esclarecer o que for necessário”, disse Azeredo Lopes em Washington, nos EUA. no final de um encontro no Pentágono com o secretário da Defesa norte-americano, James Mattis.

O ministro recusou, no entanto, comentar as declarações na qual admitiu poder não ter havido qualquer furto nos paióis de Tancos.

Não vou, nos EUA, comentar uma questão interna. Como sempre disse, acho que basta perceber português para se contextualizar aquilo que eu disse (…) Estou nos EUA, vim para uma série de reuniões muito importantes, não vou maçar os portugueses com mais comentários sobre esse assunto”, disse o ministro.

Azeredo Lopes: “No limite, pode não ter havido furto nenhum”