A Procuradoria-Geral espanhola deu esta quarta-feira ordem a todas as procuradorias regionais para abrirem investigações aos autarcas da Catalunha que mostraram apoio à preparação e celebração do referendo à independência da Catalunha previsto para o próximo dia 1 de outubro, considerado ilegal pelas autoridades.

De acordo com o El País, as procuradorias regionais terão agora de notificar, através da polícia, os autarcas de cada um de estes municípios para que prestem declarações junto do Ministério Público na qualidade de investigado e de arguido.

A ordem vai mais longe e diz que se estes autarcas decidam não comparecer no prazo previsto, as autoridades devem ordenar a sua detenção, que deve ser efetivada “no prazo mais breve possível” pela polícia da Catalunha.