O sul-coreano Ban Ki-moon, antigo secretário-geral da ONU, foi eleito esta sexta-feira como presidente da Comissão de Ética do Comité Olímpico Internacional, aquando da 131.ª sessão do organismo, a decorrer em Lima.

Ban Ki-moon, 73 anos, cumpriu dois mandatos sucessivos na ONU, de 2007 a 2016, sucedendo ao ganês Kofi Annan e sendo substituído por António Guterres. Na Comissão de Ética, passa a ocupar o lugar ocupado pelo senegalês Youssoupha Ndiaye, no cargo por uma década.

A 131.ª sessão do COI abriu na quarta-feira, numa sessão em que se destacou a oficialização da atribuição dos Jogos Olímpicos de 2024 e 2028, respetivamente a Paris e a Los Angeles.