Universidades

Arquitetura do Porto abre ano letivo com obras coordenandas por Siza Vieira

O ano letivo da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto abre na próxima segunda-feira com a inauguração de obras de reabilitação coordenadas pelo arquiteto Siza Vieira.

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

O ano letivo da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto abre na próxima segunda-feira com a inauguração de obras de reabilitação coordenadas pelo arquiteto Siza Vieira e com a conferência “Que faire?”, do arquiteto Souto de Moura.

Para a abertura do ano letivo da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), espaço de arquitetura contemporânea da autoria de Álvaro Siza Vieira, primeiro arquiteto português a receber o Prémio Pritzker, está prevista a inauguração da obra de requalificação, pelas 17h00, com a presença do reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, e ainda uma conferência denominada “Que faire?” (Que Fazer, em português), proferida por Eduardo Souto de Moura, o segundo arquiteto português galardoado com o Prémio Pritzker.

O ‘campus’ da FAUP, projetado e construído entre 1986 e 1993, foi alvo de obras de requalificação da envolvente exterior dos edifícios entre maio de 2016 e junho deste ano e teve um investimento da Universidade do Porto (U.Porto) na ordem dos 340.489 euros, avançou hoje à Lusa fonte das relações públicas daquela instituição de ensino superior.

“A intervenção exterior envolveu as coberturas e paredes exteriores com diferentes graus de profundidade. definidos em função do desgaste provocado pelo tempo”, explicou, por seu turno, fonte da FAUP, adiantando que o diretor da faculdade, Carlos Guimarães, deverá fazer na segunda-feira uma visita guiada aos edifícios renovados daquela faculdade.

A empreitada à FAUP, espaço que é procurado anualmente por mais de três mil visitantes, centrou-se na reabilitação da envolvente exterior dos edifícios, “com o objetivo de repor as condições originais do conjunto desenhado por Siza Vieira”, primeiro Prémio Pritzker português, e 23 anos após a inauguração da faculdade, acrescentou a mesma fonte.

A abertura oficial do ano letivo 2017/18 está marcada para as 17:30, com a apresentação da conferência “Que faire?” e com o convidado Eduardo Souto de Moura.

Depois da conferência, está prevista a inauguração da exposição ANUÁRIA’17, que reúne projetos realizados durante as aulas pelos estudantes da FAUP, numa dupla missão de exposição e arquivo dos melhores exemplos de exercícios curriculares dos cursos daquela faculdade, que foi criada em 1979 e teve as suas primeiras instalações na Avenida Rodrigues de Freitas.

O complexo de edifícios que alberga a FAUP está atualmente localizado no Polo III (Campo Alegre) da U.Porto e é uma das criações mais emblemáticas da carreira de Siza Vieira. O espaço pode ser conhecido por qualquer pessoa, numa das visitas guiadas organizadas regularmente pela faculdade.

O mestrado integrado em Arquitetura da FAUP foi o curso superior de Arquitetura do país com a mais alta nota de entrada no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior com 17,85 valores e foi o 12.º curso de Arquitetura do país com a nota de acesso mais elevada.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)