A mais recente sondagem sobre as autárquicas em Lisboa dá uma vitória clara ao socialista Fernando Medina e coloca a candidata do CDS, Assunção Cristas, à frente da social-democrata, Teresa Leal Coelho. A sondagem foi realizada pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião (CESOP) da Universidade Católica para o Jornal de Notícias, tendo obtido uma taxa de resposta de 61%.

Estima-se que o atual presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, obtenha 41% dos votos, sendo que o PS conta com uma intenção de voto de 30% e deverá eleger entre sete e nove vereadores. Um resultado inferior ao obtido por António Costa (menos 11 pontos percentuais) e que põe o PS em risco de perder a maioria absoluta.

Segue-se a líder do CDS, Assunção Cristas, com 17%, à frente da candidata do PSD, Teresa Leal Coelho, com 16% — os centristas têm 12% de intenção de voto e o PSD 11% e a mesma estimativa de vereadores: entre três a quatro.

Quanto aos candidatos Ricardo Robles (BE) e João Ferreira (CDU), a sondagem aponta para um empate com 8%. Isto significa que a CDU está em risco de perder um vereador enquanto o Bloco de Esquerda deverá conseguir eleger um vereador. Relativamente à intenção de voto, a CDU tem 6% e o BE 5%.

Já a candidatada do PAN, Inês Sousa Real, deverá obter 3% dos votos e os restantes candidatos menos de 1%. O JN destaca ainda que a sondagem tem uma margem de erro de 3,5% e o facto de ter havido uma taxa de participação inferior ao habitual.